Confiança

Confiança é um predicado que deveria estar presente no currículo de todo indivíduo. Não se trata só de confiar em alguém ou em algo, mas ser uma pessoa de confiança. E ser de confiança, consiste em ter integridade, palavra e responsabilidade por aquilo ou por aquele que te deposita confiança.
Hoje, o mundo nos ensina que ter integridade, moral e acreditar nas pessoas fazem parte de um passado. Isto pode ser observado claramente, nas relações que desenvolvemos com as pessoas, sejam relações profissionais ou afetivas.
O “eu” se sobrepõe ao “outro” de maneira contundente e egoísta.
Há um total descaso com o compromisso de sermos verdadeiros com as pessoas.
As palavras proferidas são meros artefatos sem valor, ou puramente utilizados como ferramentas de manipulação. E assim, milhões de contratos com cláusulas cada vez mais rigorosas e capciosas, são utilizados como escudos.
Relembrando um velho provérbio, que a palavra dada valia um “fio de bigode”, reconheço, hoje, que esta mesma palavra não vale mais o bigode e nem barba inteira. Contudo, vislumbramos um cenário em que:
A lei, que poderia nos amparar, nos desampara.
A justiça, que poderia nos defender, nos condena.
A polícia, que deveria nos proteger, trabalha engessada.
Os governantes, que deveriam cuidar dos nossos interesses, cuidam dos próprios interesses e das necessidades de sua ideologia.
As inúmeras ramificações religiosas que deveriam levar seus fidedignos à santidade, só cumprem explorar-lhes a fé.
A televisão, que um dia foi a alegria da família reunida, se tornou uma via para a divisão e depravação familiar.
E fechando com chave de ouro, aquele que deveria nos “amar até que a morte nos separe”, nos apresenta um “contrato”, só por segurança…
E assim, seguimos a nossa estrada confiando/desconfiando, de nós e dos outros… Em cada etapa a  ser vivida, haverá sempre pontos de interrogação. -Estamos loucos ou não?
Acredita-se em Papai Noel, em coelhinho da Páscoa, no “olho grego” como amuleto, e em todos os tipos de fuga e ilusão.
Confia-se também no aborto, um assassinato de um inocente, como uma grande conquista de liberdade?!
Confia-se na mudança de sexo para resolver as dores de algumas almas…
Levantamos ídolos midiáticos e “deletamos” mártires da fé.
Sinceramente falando, quem acredita em tudo, acaba por acreditar em nada!!!
Só Deus é bom! E só através de Jesus, dos exemplos dos Seus santos e de Sua Mãe, Maria Santíssima, é que faremos algo de bom para os outros e para nós mesmos.

Jesus, manso e humilde de coração, fazei os nossos corações semelhantes ao vosso!

(Theresa Calonge)

“Mais vale procurar refúgio no Senhor do que confiar no homem”.
(Salmo 117- 7,8)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *